LAÇOS DE SANGUE-

HISTÓRIA RESUMIDA DOS PRIMEIROS
SPINOLAS DE

 

PRÍNCIPE AMBROGIO SPÍNOLA RECEBENDO AS CHAVES DE BREDA.

BRASÕES DAS FAMÍLIAS SPÍNOLA, SPINDOLA, ESPINOLA, ESPINDOLA

About these ads

Sobre spinola history

BIOGRAFIA DE NEUZA MARIA SPÍNOLA Neuza Maria Spínola nasceu na cidade de Presidente Prudente/SP a 11 de outubro de 1952, sendo a filha primogênita de 5 filhos, e passou toda a sua infância e adolescência entre os livros de poesias e romances, das estantes de sua casa, enquanto morou em Paraguaçu Paulista SP, pois seu pai era poeta e professor de Português, Despertou desde cedo para a poesia romântica e seus poetas preferidos são:- Guilherme de Almeida, Florbela Spanca, Fernando Pessoa, Mário Quintana, Pablo Neruda, Carlos Drummond de Andrade, Érico Veríssimo, Adélia Prado, além de vários romancistas brasileiros e internacionais. Formou-se em 1977, em Comunicação Social( Relações Públicas), pelo Unicentro Newton Paiva de Belo Horizonte, participou como cantora por 15 anos, de 1986 a 2001, do GRUPO DE DANÇAS FOLCLÓRICAS ARUANDA, com o qual viajou por várias cidades brasileiras. Representou com este grupo, o Brasil, nos Festivais Mundiais de Folclore no Exterior; Canadá, Bélgica, França e Holanda. Possui mais de 400 poemas escritos e publicados na internet. Passou a fazer parte dos Poetas Del Mundo a partir de maio/2008, e publicou em 2009 seu primeiro livro de poesias- O VERSO E O POEMA - pela Editora Scortecci. Hoje atua como professora de informática Possui na internet três páginas com seus poemas, e no Recanto das Letras posta contos, política, discursos, cartas., e três páginas de genealogia da família Spínola. Estão nos seguintes endereços:- http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=22666 http://neuzamariasp.wordpress.com http://spinolapoesias.blogspot.com http://lacosdesanguegenealogy.blogspot.com.br http://spinolageneabrasil.blogspot.com.br/ http://spinolahistory.wordpress.com http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=4160
Esse post foi publicado em GENEALOGIA SPINOLA. Bookmark o link permanente.

33 respostas para LAÇOS DE SANGUE-

  1. Glauder Marcio Spinola disse:

    onde consigo o livro?

    Curtir

  2. Carlos Roberto Espindola disse:

    Neuza,
    Já conversei com o Carlos Eugênio; muito gentil e atencioso, mas a informação que preciso está complicada. Encontrei 2 informações que colidem: Casamento de Domingos da Silva Espindola com Bárbara Maria de Jesus: a) Projeto Compartilhar:4 filhos -Manoel, Francisca, Clara e Domingos (este, de 1808; b) Bié e Falleiros: menciona apenas Elias da Silva Espindola, de 1811, sem dizer se há outros. Dá para ajudar a decifrar?
    Muito grato, por antecipação, abraço e parabéns pelo seu trabalho. Gostaria de participar de um encontro de familiares Espindola ou análogos (Spinola, Espinola etc).
    C. Roberto Espindola.

    Curtir

    • Olá,Carlos Roberto!
      Infelizmente não tenho outras informações a respeito da sua família, ou do quadro genealógico dela, mas temos duas alternativas para vc chegar a alguma informação.
      Tenho um grupo das famílias Spínola, Spíndola, Espinola, etccc no Facebook com 1500 Spínolas, e sempre que algum deles pede informação, aparece alguém que pertence à família e responde.
      Adicione-me ao Facebook, por favor, e eu o direciono ao Grupo. Poderá interagir com todos os familiares do mundo que lá estão, e descobrir novidades sobre sua família.
      Uma outra alternativa seria entrar em contato com o primo Francisco Alcântara Spínola. Ele está montando um programa e coletando dados dos Spínolas do grupo para montar uma árvore mais completa. O e-mail dele é spinola.francisco@gmail.com.
      Vou colocar a sua mensagem lá no Grupo e quando você entrar talvez já tenha alguma informação.
      Quanto ao Encontro de Família estamos planejando um para dezembro em Caroba, na Região de Caetité/Ba.Os descendentes de lá estão querendo fazer este encontro. Caso não aconteça, ou haja algum imprevisto poderemos planejar um outro no início do próximo ano.
      Entre com meu nome -Neuza Maria Spínola

      Curtir

    • Olá, Carlos Roberto!

      Os quadros genealógicos que estou digitando no Blogger são do livro do Carlos Eugênio. No Grupo Famílias Spínola, Spíndola, Spindula, Espinola, Espindola, Espindula, etc, que eu montei no Facebook, onde já tenho 1.600 familiares do mundo inteiro, estamos fazendo uma campanha para que cada um tente montar a sua árvore, e assim ajudar os outros a montarem as suas também. Uma árvore completa a outra, e se você quiser participar do grupo, poderá encontrar lá outras pessoas pertencentes à sua família. Muitas vezes o sobrenome se perde. Por isto é necessário montar a árvore, pois só assim poderemos manter os laços familiares. Como tenho muita gente na minha página, o Face não está deixando que as pessoas me adicionem, mas eu posso tentar encontrá-lo e adicioná-lo ao meu perfil e também ao grupo. Quem sabe poderá encontrar familiares do seu grupo lá? Um abraço

      Curtir

    • Onde você conseguiu estas informações? Quem tem todas as informações sobre as pesquisas familiares é o Carlos Eugênio, pois foi quem saiu a campo. Entre no grupo família do Facebook, pois tem muitos Espínola lá. Talvez possa conseguir alguma informação por parte até de parentes diretos seus. Tenho muitos Espínola da Bahia, mas não me lembro se exitem outros de São Paulo. Deixe a pergunta no grupo. Se houver alguma informação, alguém se manifestará, ok? https://www.facebook.com/groups/259963087428580/

      Curtir

  3. Hugo Espinola disse:

    Parabéns pelo site e pelas informações, Neuza!

    Gostaria de saber como posso fazer para adquirir o livro e, se possível, se há alguma informação sobre o ramo dos “Espínolas” que veio para a Paraíba, supostamente para construir um estaleiro em Mamanguape, litoral paraibano, com destaque para um dos irmãos que foi padre, deputado estadual e presidente da Assembleia.

    Grato e votos de muita saúde,

    Hugo Espínola

    Curtir

    • Olá, Hugo! Obrigada pela visita. Já havia recebido através do Luiz Antonio Spínola um e-mail solicitando esta informação.
      Estou digitando os quadros genealógicos no meu blogger, mas ainda não cheguei a nada relacionado à sua família. Estou sempre postando novos quadros, e poderá se inscrever no site do google, me adicionando aos seus amigos para receber aviso das novas postagens e acompanhá-las.
      Quanto a comprar o livro, por enquanto o Carlos não pretende reeditá-lo, por isto pediu-me que digitasse o livro em blog na internet para que a família conhecesse a história, e a divulgação dela fosse maior.
      Caso ele publique as novidades que já conseguiu, estarei publicando lá no blogger para todos os contatos do site, e aqui também, ok?

      http://lacosdesanguegenealogy.blogspot.com.br

      Ele está aparecendo do fim para o início da postagem. Basta ir voltando e lendo, pois está dividido em capítulos e todo ilustrado.

      Curtir

  4. Carlos Roberto Espindola disse:

    Olá Neuza,
    Gostaria de conhecer a filiação de Elias da Silva Espindola, de Barbacena,MG, falecido em Franca, SP (1872), que deixou muitos Espindola em Casa Branca, SP, que não constam do trabalho de Carlos Eugênio, embora constem outros contemporâneos Spinola, que, aparentemente, não se relacionaram com : Albino Espindola
    (filho), Tancredo Espindola (neto). Teria sido filho de Domingos da Silva Espindola, fazendeiro de Sto Antônio do Porto (1839), atual Astolfo Dutra (MG).
    Obrigado e parabéns pelo seu belo trabalho de resgate,
    C. R. Espindola – Paulínia, SP – Prof. Aposentado da UNICAMP (nascido em 25/12/1944.

    Curtir

    • Olá, Carlos Roberto, vou passar seu pedido ao Carlos Eugênio, pois além do que ele tem no livro, que foi editado em 1998, já existem outras pesquisas feitas, e talvez ele possa dar-lhe esta informação.
      Conheça o meu outro blog, onde transcrevo o livro do Carlos Eugênio. Estou nos Octonetos de José Spínola, um dos irmãos que veio de Portugal para a Bahia, exatamente no mesmo ano em que o seu parente Elias Silva Espindola chegou a Casa Branca/SP.

      http://lacosdesanguegenealogy.blogspot.com

      O e-mail do Carlos Eugênio é – carlos.spinola@yahoo.com.br

      Curtir

    • Olá, Carlos Roberto, vou passar seu pedido ao Carlos Eugênio, pois além do que ele tem no livro, que foi editado em 1998, já existem outras pesquisas feitas, e talvez ele possa dar-lhe esta informação.
      Conheça o meu outro blog, onde transcrevo o livro do Carlos Eugênio. Estou nos Octonetos de José Spínola, um dos irmãos que veio de Portugal para a Bahia, exatamente no mesmo ano em que o seu parente Elias Silva Espindola chegou a Casa Branca/SP.

      O e-mail do Carlos Eugênio é – carlos.spinola@yahoo.com.br

      Curtir

  5. Luis Ferreira disse:

    meus avos paternos que não os conheci tem o sobrenome de espinola

    Curtir

  6. Vanda Spínola Silva disse:

    Sou Vanda Spínola Silva, meu pai chamava-se Gercino Spínola e também em seu registro de nascimento era Gercindo Spíndola, entretanto há irmãos meus com Espíndola e Espínola também. Meu avô paterno era baiano e chamava-se Trajano Spíndola, não sei de qual cidade, pois quando eu nasci, em Uberaba, Minas Gerais, meu pai já tinha 48 anos, ele era de 1899. Ele era Uberabense mas residiu durante muitos anos em Mato Grosso- Três Lagoas , onde deixou 2 filhos e 2 filhas bem mais velhos que eu.Com minha mãe meu pai teve 5 filho sendo 4 homens e só eu de filha mulher. Hoje estou com 65 anos. Você me encontra no Facebook. Meus filhos e netos tem o maior orgulho de meu nome Spínola. As noras também o adotaram. Sou, casada, tenho 3 filhos e 1 filha e 5 netos, professora e Pedagoga, trabalho no Conselho Municipal de Educação de Uberaba, Minas Gerais.
    Meu email é: m.s.s@terra.com.br Eu gostaria muito de saber quem é minha família, de onde eu vim, e resgatar minha identidade. Ficarei imensamente agradecida por informações . Obrigada. Vanda

    Curtir

  7. antonio barros spinola disse:

    esta perfeito mas gostava de ler o livro prima neuza

    Curtido por 1 pessoa

  8. carla sofia evora spinola disse:

    adoraria muito ler o livro, o teu blog é muito lindo Neuza

    Curtido por 1 pessoa

  9. Alberto Spínola disse:

    Adorei saber desta história é realmente interresante que sempre quis saber a origem da minha família. Meu nome é Alberto Spínola Gonçalves, gostaria de saber se existe um navio simbólico no Museu que fica na Espanha este é minuatura. Tem algum conhecimento se na região de lençois que fica na bahia como chegaram aqui. O nome dos meus avós maternos Auto Souza Spínola e Benedita Souza Spínola, tem como saber como chegaram aqui na bahia. Obrigado. Alberto Spínola Gonçalves

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá, Alberto! Posso passar sua pergunta ao Carlos Eugênio Spínola, que é o autor do livro, e quem está fazendo as pesquisas da árvore genealógica, para ver se ele tem alguma informação. Existe também no Google groups, um grupo chamado Família Spínola. Vou tentar pegar o link para que vc entre. O dono desta página é Luiz Antonio Spínola, e ele é da Bahia. Deve ter informações a respeito dos seus parentes. Inclusive a família dele está disponibilizando em doação, um sítio para encontros dá família Spínola, para se conhecerem e trocarem informações. Posso passar o e-mail dele, ou poderá encontrá-lo no Facebook, no meu perfil. Entre em Neuza Maria Spínola, e me encontrará, ok?
      Acabo de colar sua mensagem para o Luiz Antonio Vieira Spínola, juntamente com seu e-mail. Tenho certeza de que retornará com notícias para você. Um abraço, Neuza

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s